quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Um vaso jardim

Faz tempo que não falo de flores ...

Porque não tenho um jardim. Só dois vasos na varanda.
E observem , tem um outro vaso dentro do vaso maior.

Sem flores, pois venta muito ,  seca a terra  e queima as plantas .
Essa é minha última tentativa .

Comecei afofando a terra seca . Adubo ? Sem adubo.
No canto direito minúsculas suculentas.
No esquerdo uma folhagem e violetas.

No pensamento : tomara que de certo !
Plantas que pedem água e outras nem tanto pode dar uma certa confusão.

No centro coloquei pedras e ao lado outras que trouxe lá de um  Jardim
do Aterro do Flamengo.  Tudo aqui foi ganho. Inclusive o vaso . Veja como foi .

A inspiração do vaso se deu com a Maria Teresa do Se essa lua fosse minha
e outras amigas que também enfeitam os vasos .

Eu queria ter mais elementos, mas não sobraria espaço para as plantinhas.
Mas como eu me conheço, com certeza mudanças acontecerão.
Se estou contente com o resultado ? Podia ser melhor.
Mas é o que temos para hoje , rs
 

E esses são os guardiões do vento e da chuva.

Mimos de uma amiga lá de Brasília. Nem ela lembrava que deu .

Eu não esqueci. Simbolizam a minha despedida quando mudei de lá.

Falando em guardião , num dos jardins do Aterro : o segurança e
Gregória que ora em cada plantinha. Oferece flores para quem ela gosta.

E muita coisa vai mudar nesse jardim.
Estão revitalizando  conforme o
tombamento do IPHAN.

Tudo vai voltar ao original.
Saem as ixórias , entram os beijos.
Os girassóis ainda não sei . Vou me informar !


Aqui eu conto como o jardim do Aterro  foi aos poucos se deteriorando.
E depois mostrarei como vai ficar lindo !
Eu digo que é o meu jardim de casa ! 

Os guardiões continuam.
Não muitos.
Fisgam peixinhos e olham os moradores lavando a roupa no laguinho.


Tudo tende a transformar.
Pelo bem deles. Pelo bem da natureza e pelo
bem do meu olhar quando ali passo na caminhada.
Vamos aguardar !!! 

sábado, 28 de outubro de 2017

Pedra e casa da Moreninha

Eu trago novamente a Ilha de Paquetá, em especial a Pedra da Moreninha .
A Moreninha é um romance de autoria do escritor brasileiro Joaquim Manuel de Macedo  ( 1820 - 1882 ) publicado em 1844 . Essa obra marca o início da ficção  do romantismo brasileiro e conta a história de amor entre D. Augusto e Carolina - a Moreninha  . 
Para saber como  aconteceu o  romance : Veja esse  resumo 






A ponte - para se chegar na parte de cima do rochedo. 


 Placa indicativa 
O livro A Moreninha originou inspiração em filmes e  várias telenovelas brasileiras . Uma delas fez muito sucesso em  1975 foi lançada pela Globo .
Para recordar selecionei esse vídeo do Youtube : 


As cenas da novela A Moreninha foram gravadas externamente.
As cenas internas foram no estúdio.
É um ponto turístico bonito e interessante .

Seria Paquetá cenário do livro ?Segundo o escritor e também antigo morador de Paqueta, Vivaldo Coracy, e também autor de um livro sobre a ilha, não existe certeza absoluta que a estória se passe em Paquetá, ou que algum dos personagens tenham existido de verdade em Paquetá.
Fonte Daqui 

Fantasia ou realidade de que a Moreninha tenha habitado a Ilha de Paquetá , a casa existe e seus donos colocaram uma placa.
 Incentiva o turismo e torna a ilha mais platônica .
Glamorosa nem tanto, mas é especial e próxima ao continente.   


Os verdadeiros guardiões da casa .
Grasnam alto e afugentam os curiosos . 


Passeando pela ilha a natureza é  tocante .
Começo a divagar : 
O casal enamorado Carolina e Augusto tomam meus olhos. 

E eu consigo ver Carolina no Rochedo aguardando o seu amado . 
Em tempos modernos , ele vem em qual embarcação ?

Barca ?
Ou será essa  ?



O amor  de Carolina viria de bike ?

Na ilha não tem carros . Só os oficiais .
Qual escolher ?

Poluir não pode . Então carrinhos elétricos  estilo de golfe
traria o amado pelas ruas de saibro . 

E a Moreninha apaixonada , daria suspiros sem fim. 

Ficaria enclausurada ? Ou sairia a procurar ?
Como seria ?  

Seja como  for, o amor está no ar.
Basta imaginar e na Ilha estar !

Esse post dedico as queridas amigas que no Instagram acompanharam o post A casa da Moreninha .
  É clicar e conhecer cada uma delas:
Glória
Luciene
Chica
Ro Remor
Ana Cristina
Lígia
Sissym
Kaku
Calu
Dilce Bastos


A primeira imagem é de Jr 

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...